:TRANSCENDA A SI-MESMO:



E aí galera do “De Cara no Evangelho”? A Paz!
Desde que fui convidada a postar aqui no blog, venho pensando sobre o que escrever. Acompanho-o desde o início (aliás sou a primeira seguidora e a fã número 1 deste projeto, neh Pablo?!), lendo todos os posts, assistindo todos os vídeos etc. Eu já me incomodava com a dificuldade de encontrar um tema, sobre o qual escrever, até esta semana, quando me deparei com um grande insight. O trabalhar do Senhor é belíssimo, não é?!
Notei que há um conteúdo comum, presente na maioria dos textos publicados: o sofrimento. Falam sobre dificuldades de relacionamento amoroso e familiar, medos, perdas, entre outros, e que no fundo relatam o sofrimento vivenciado por todos nós.
Engraçado como assim fica mais fácil comprovar aquela afirmação que todos nós somos diferentes, nas características mais superficiais, porque em essência, ou seja, no profundo, somos todos iguais. Assim sendo, o sofrimento é inerente a condição humana. O próprio Senhor Jesus afirmou “[...] no mundo tereis aflições [...]” (Jo. 16.33). Você deve estar se perguntando: “Poxa Dani, então nascemos para sofrer?” 
A resposta é Não. Ao continuar a leitura do versículo citado, Ele afirma “[...] mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”. Neste momento, podemos pensar: “mas Ele era Jesus!”. Num dos mais marcantes livros de Max Lucado, Um dia na vida de Jesus (2002), ele nos conduz a uma reflexão a cerca da humanidade de Cristo. Durante sua vida na Terra, Ele foi 100% homem, e como tal, vivenciou TODAS as condições e características da natureza humana. Portanto, o Sofrimento não ficou fora desta vivência. Sabe por que ele precisou tornar-se Homem? Além de salvar sua vida, através do sacrifício da expiação, foi para ao afirmar “Não Temas” ou “Tende bom ânimo”, você possa crer que Ele diz “com conhecimento de causa”.  


Mas antes de explorar as estratégias e as orientações de Cristo para o enfrentamento deste sofrimento, voltemo-nos para o dia-a-dia de homens, que julgamos mais parecidos conosco.
Eu, como uma amante das artes, costumo afirmar que ninguém melhor que os poetas e artistas para traduzirem em beleza a tristeza dos sofrimentos. Que contraditório não? Mas nós somos contraditórios. Logo, todos nós somos artistas. Vejo todos os dias, pessoas cantando suas dores, pintando seus medos, dissertando acerca de suas perdas. E o que é tudo isto, senão a arte? A Arte de Viver. Um grande pensador de nossa história afirmou: “Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você” (J. P. Sartre). A beleza do viver está em transformar as dificuldades da vida em aprendizados, em alegrias, em conquistas e nós as externalizamos através daquilo que denominamos arte. É isso que estamos fazendo neste blog. Mas fazemos além, nós transcendemos esse nosso humano, e nos dirigimos àquilo que o Senhor nos solicitou: ao amor, que é essencialmente divino. Inspirado por Deus, Paulo relembra o maior mandamento, aquele que exprime essa natureza Divina: “Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim, nos amou, também nós devemos amar uns aos outros” (1.Jo. 4. 10-11). Veja, o sofrimento e o voltar-se somente para si mesmo é humano; amar e doar-se ao outro é divino. Assim, quando mesmo em meio às muitas dificuldades do nosso cotidiano, conseguimos olhar o outro como alguém que também passa por problemas, e nos dedicamos a ajudá-lo, transcendemos a nós enquanto humanos, e seguimos os passos do Mestre, conforme ele orientou. E mais, passamos a enxergar melhor nosso sofrimento e a vida. Há alguma semelhança com a vida de Cristo? Toda, não é?
Sempre encare as crises como possibilidades de crescimento. É ao passar por elas que nos conhecemos melhor e temos a chance de fazer mudanças. Olhe para aqueles que estão ao seu lado, é através do outro que ampliamos este nosso auto-conhecimento. Mas lembre-se, você é o único responsável por suas escolhas, e elas podem proporcionar mudanças que favorecerão ou prejudicarão o seu crescer emocional, espiritual etc. Sabe por que estas crises te possibilitam este crescimento? Porque para todas as coisas há um propósito. Creia que o Senhor está no controle de tudo e que ele está dando a chance de você aprender a ser melhor, a “ser mais divino” e para isto você precisa transcender-se a si-mesmo.
Não tenho tantas habilidades para explanar os textos bíblicos, mas aqueles que me conhecem, sabem que digo e escrevo aquilo que sinto. vejam este video rapidinho.



Espero que tenham gostado. Que nós possamos continuar usando o blog como uma ferramenta para ajudar outras pessoas a conhecerem esse belo e único amor de Deus, sem dúvida, temos ajudado muitas vidas a amenizarem seu sofrimento.

Grande beijo a todos.

Danielle Jesus de Paula  "De cara no Evangelho"

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Pablo, amei o vídeo! Que lição, que mensagem!

    ResponderExcluir
  3. Linda lição e linda mensagem.

    ResponderExcluir
  4. curti muito o video super 10 ;)

    ResponderExcluir
  5. O cara é uma lição de vida em pessoa.

    ResponderExcluir
  6. Sem palavras. Depois disso tudo não da pra falar nada. Só pensar e pensar e pensar.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...